Harmonia


                                      Pirenópolis

             

   É um município histórico, sendo um dos primeiros do estado de Goiás. Foi fundado com o nome de Minas de Nossa Senhora do Rosário Meia Ponte pelo português minerador Manoel Rodrigues Tomar (alguns historiadores denominaram-o como Manoel Rodrigues Tomás). As minas da região foram descobertas pelo bandeirante Amaro Leite, porém foram entregues aos portugueses por Urbano do Couto Menezes, companheiro de Bartolomeu Bueno da Silva, o Anhanguera Filho, na primeira metade do século XVIII. Segundo a tradição local, o arraial foi fundado em 7 de outubro de 1727, porém não há documentos comprobatórios e muitos historiadores e cronistas antigos afirmam ser a fundação em 1731.

   Foi importante centro urbano dos século XVIII e XIX, com mineração de ouro, comércio e agricultura, em especial a produção de algodão para exportação no século XIX. Ainda no século XIX, com o nome de cidade de Meia Ponte, destacou-se como o berço da música goiana, graça ao surgimento de grandes maestros, bem como berço da imprensa em Goiás, já que ali nasceu o primeiro jornal do Centro Oeste, denominado Matutina Meiapontense. Em 1890, mudou seu nome para Pirenópolis, o município dos Pireneus, nome dado à serra que a circunda. Ficou isolada durante grande parte do século XX e redescoberta da década de 1970, com a vinda da capital Brasília para o Centro Oeste. Hoje, é famosa pelo turismo e pela produção do quartzito, a Pedra de Pirenópolis.

   Tombada como conjunto arquitetônico, urbanístico, paisagístico e histórico pelo IPHAN - Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, em 1989:

   O município conta com um Centro Histórico belamente ornado com casarões e igrejas do século XVIII, como a Igreja Matriz de Nossa Senhora do Rosário (1728-1732), as Igreja de Nossa Senhora do Carmo (1750-1754) e de Igreja de Nosso Senhor do Bonfim (1750-1754), além de prédios de relevante beleza arquitetônica como o Teatro de Pirenópolis, de estilo híbrido entre o colonial e neo-clássico, de 1899, e o Cine Teatro Pireneus, em estilo art-déco, de 1919 e a Casa de Câmara e Cadeia construído em 1919 como réplica idêntica do original de 1733.

Suas águas:

         

   O município é cortado de norte a sul por uma formação de costa.  A leste temos a borda de um planalto, o Planalto Central Brasileiro, com altitudes médias acima dos 1.000 metros nesta região, de vegetação campestre e rochosa e cujos rios compõe a Bacia Platina, e a Oeste uma extensa planície de altitude média de 700 metros, de vegetação mais densa e cujos rios compõe a Bacia do Tocantins-Araguaia. A sede do município está localizada bem próximo a esta serra, num trecho conhecido como Serra dos Pireneus. Devido a essa topografia, é privilegiada no potencial hídrico e turístico, possui clima agradável e a presença de centenas cachoeiras, inúmeros rios, corrégos e ribeirões.

 Rios:  Rio das Almas, Rio Corumbá, Rio Dois Irmãos, Rio dos Patos, Rio Padre Souza, Rio das Pedras, Rio do Peixe.

 Ribeirões: Araras, Bom Jesus, Castelhanos, Conceição, Dois Irmãos, do Gado, São João, Santa Maria, Santa Rita, Tapiocanga.

 Córregos: Pratinha – Cidade, Lava-Pés – Cidade, Soberbo, Maracujá, Sabão, Mar e Guerra, Capitão do Mato, Vaga Fogo, do Ouro, Lajes – Lagolândia, Caxirí - Capela do Rio do Peixe, Pratinha - Capela do Rio do Peixe.

 Cachoeiras: Cachoeira Nossa Senhora do Rosário, Cachoeira da Meia Lua, Cachoeira do Abade, Cachoeiras das Araras, Cachoeira da Usina Velha, Cachoeiras do Bonsucesso,Cachoeiras dos Dragões,Cachoeira do Lázaro, Cachoeira Santa Maria.



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!